sábado, 5 de julho de 2014

Condenamos os Professores Petistas, Socialistas, Esquerdistas e Marxistas pelo apoio ao Culto Satanista na UFF

Culto satanista na UFF apoiado por professores

Luis Dufaur
Professores e alunos da Universidade Federal Fluminense (UFF) protagonizaram uma “festa demoníaca” com caraterísticas de culto, na unidade de Rio das Ostras, RJ. 

Satanás foi reverenciado representado por um crânio humano, com rituais satânicos, orgias sexuais, drogas e palavras de ordens ligadas ao feminismo.

O encontro diabólico de obsceno nome foi apresentado como “Festa de confraternização do Seminário Corpo e Resistência e – 2° Seminário de Investigação & Criação do Grupo de Pesquisas/CNPq Cultura e Cidade Contemporânea”.

Segundo o jornal “O Povo”, as fotografias da “festa” postadas em redes sociais mostram cenas que parecem extraídas de um filme de terror: mulheres nuas se cortando umas às outras, como prescrevem os rituais satânicos, e com muita bebida e droga no entorno.
Segundo um aluno citado pelo Portal G1 (Região dos Lagos), “a festa ocorreu ao lado do prédio novo chamado multiuso. O diretor do polo permitiu o armazenamento de bebidas dentro da universidade. O uso de drogas é praticamente liberado. Precisamos de uma intervenção urgente”, disse. A testemunha não quis se identificar, temendo represálias.

A página da festa satânica no Facebook defende com linguagem soez e incongruente que “o diabo precisa deixar de ser demonizado”. A página foi publicada no perfil Jokasta Bom Peixoto. 

O blog ‘Faca na Caveira’ reproduz declaração de uma pessoa que se identifica como professora visitante da UERJ e que agradece à organizadora da festa pelo “acontecimento estético”.

O site Cantares.net menciona a foto de uma mulher com sua genitália costurada, e diz que o crânio humano foi usado num ritual de magia negra. 

Nas fotos, os jovens nus que sofreram cortes em suas partes pudendas se exibem, excitados e sujos de sangue.

O reitor da UFF, Roberto Salles, informou à G1 que foi aberta uma sindicância, e que proibiu os diretores do polo de se pronunciarem sobre as festas que acontecem na instituição. 

Porém, o colegiado do curso de Produção Cultural da Universidade Federal Fluminense emitiu uma nota pública de apoio aos envolvidos no evento satanista.
"Saturno devorando a su hijo", Francisco de Goya (1746 -1828) A era do laicismo tende a legalizar costumes pagãos que causam horror.
“Saturno devorando a su hijo”, Francisco de Goya (1746 -1828)
A era do laicismo tende a legalizar costumes pagãos que causam horror.
Portal G1 reproduziu a íntegra dessa nota, que qualifica o ato sadomasoquista de “confraternização”.
“Causa-nos espanto o grau de estranheza e criminalização com o qual tanto a performance da artista Raissa Vitral, quanto a própria universidade foram tratadas nos últimos dias”, diz.
“Queremos aqui repudiar a forma como alunos e professores do Pólo Universitário de Rio das Ostras vêm sendo tratados nestes dias. … é inadmissível qualquer tratamento que coloque em suspenso a liberdade de expressão, de pensamento, de manifestação artístico-cultural, dentre outros direitos fundamentais garantidos pela Constituição, de nossos alunos, professores e demais funcionários”.
Desta maneira, as práticas satânicas vão sendo reivindicadas como constitucionais em pleno auge de laicismo anticristão. 

Poderá não tardar o dia em que “ministros” de alguma “igreja de Satanás” participem ostensivamente de sessões ecumênicas e também que seja apresentado algum projeto de lei “antissatanofóbico”.

Fonte: http://ipco.org.br/ipco/noticias/culto-satanista-na-uff-apoiado-por-professores#.U7hb3PldWyk

Nenhum comentário:

Postar um comentário